Setembro, YOLELI

IMG_0167

Agosto despede-se enquanto Setembro espreita já adiante. É tímido, por isso esconde-se por trás de uma palmeira, que se mexe toda. Meio devido às côcegas involuntárias que lhe faz Setembro ao tentar usa-la como escudo, meio devido ao facto de mal conter a alegria pela chegada da época balnear – mui apreciada pelos axiluanda, entre originais e contra-feitos (tipo este tipo aqui). O novo mês faz um esforço sincero para se esconder, mas a palmeira não dá conta das suas medidas. Talvez uma mulemba fosse mais apropriada. Ademais, na mulemba caberia mais do que um mês. Caberiam todos eles, com a condição de se sentarem em círculo de mãos dadas, dizendo cada um o que é de sua justiça, enquanto os outros ouvem atenta e activamente, até que chegue a sua vez. Por mais que se tente esconder, Setembro é de tal sorte grande que já o podemos divisar. É o mês de heróis públicos e consolidados como MANGUXI, mas também é o mês de heróis privados e ainda com um longo caminho pela frente. Por exemplo, é o mês da WETU YOLELI. Sim. É a amiga do pai dela e a princesa do sorriso, mas também é uma heroína apesar de muito nova. Nasceu com sete meses e virou-se bem, com a graça de Deus. Parece estranho, mas por vezes nascer e sobreviver já é um feito heróico – sobretudo tendo em conta o que é relatado diariamente sobre as nossas (públicas) maternidades. Setembro é também o mês do WAMBU, cidade que precisa resgatar a essência da vida que já foi seu nome. Não gosto nem me identifico com o medo e a desconfiança que sinto ver no olhar dos seus munícipes. Paranóia de filho pródigo?… Para não ousar responder a isso, recorro rapidamente ao calendário para fazer uma cábula relativa aos amigos que nasceram em Setembro. Inexperiência de quem se tenta iniciar nessas práticas demasiado tarde, não consigo anotar nenhum deles. Para dizer a verdade, opto por não mencionar os seus nomes. Mas vejo que são uns quantos e são bons. Peço que aceitem o meu abraço silencioso e sincero. E saibam que é sinceridade é sem $. Para não alegarem que nada disse a propósito e em homenagem a Setembro, apesar do tanto acima-falado, cá vai uma (roubada algures) em jeito de boas vindas ao mês (também) dos heróis anónimo do dia-a-dia: ” DESCONHEÇO FACTO MAIS ENCORAJADOR QUE A HABILIDADE INQUESTIONÁVEL DO HOMEM PARA MELHORAR A SUA VIDA ATRAVÉS DO ESFORÇO CONSCIENTE” – Henry D. Thoreau
Nguvuku Makatuka 

(Originalmente publicado no Facebook aos 26 de Agosto de 2013).

 

Esta entrada foi publicada em Atitudes positivas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s